Contribuição social de empregadores sobre FGTS é destaque no Informativo de Jurisprudência

c1e15989 captura de tela 2017-08-02 as 143419

A Secretaria de Jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) divulga nesta quarta-feira (2) o Informativo de Jurisprudência número 606. A equipe responsável pelo produto destacou duas das diversas teses dessa edição.

A primeira estabelece que casos de interesses personalíssimos como a intimidade, a privacidade e o sigilo bancário dos substituídos não podem ser abarcados pelo exercício da legitimação extraordinária, conferida para tutelar direitos individuais homogêneos em ação civil pública.

FGTS

A segunda tese destacada estabelece que, para os optantes do Simples Nacional, é legítima a cobrança da contribuição social ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) prevista no artigo 1º da Lei Complementar 110/2001.

O dispositivo institui a contribuição de 10% por parte dos empregadores, em caso de despedida do empregado sem justa causa, sobre o montante de todos os depósitos devidos durante vigência de contrato de trabalho, referentes ao FGTS.

Conheça o Informativo

O Informativo deJurisprudência divulga periodicamente notas sobre teses de especial relevância firmadas nos julgamentos do STJ, selecionadas pela repercussão no meio jurídico e pela novidade no âmbito do tribunal.

Para visualizar as novas edições, acesse Jurisprudência > Informativo de Jurisprudência, a partir do menu no alto da página. A pesquisa de Informativos anteriores pode ser feita pelo número da edição ou por ramo do direito.

Fonte: http://www.stj.jus.br/sites/STJ/default/pt_BR/Comunica%C3%A7%C3%A3o/noticias/Not%C3%ADcias/Contribui%C3%A7%C3%A3o-social-de-empregadores-sobre-FGTS-%C3%A9-destaque-no-Informativo-de-Jurisprud%C3%AAncia